Tag Archives: ruby

Eu vou para o Qcon SP 2010

A Caelum em parceria com a Infoq Brasil irá realizar o Qcon SP 2010, um evento bastante diversificado. Assuntos como Java, .Net, Ruby, Arquitetura, Agile e vários outros temas serão mostrados no evento.

Não deixarei de ir para me reciclar e também para rever grandes amigos.

Nos vemos lá!

Falando em Java 2009: eu fui!

Este ano tive a oportunidade de participar da terceira edição do Falando em Java, um evento sobre a plataforma Java da Caelum que ocorre anualmente. Conheci alguns amigos gujeiros, twitteiros e também da própria empresa.

A presença do Jim Webber da Thoughtworks foi fundamental, visto que Bill Burke não pôde comparecer ao evento (devido a problemas com visto). Para a sorte do evento, além de ministrar a palestra Guerrilha SOA, Jim também possuía um know-how bem forte sobre Web services (veja o livro de sua autoria sobre o assunto) e pôde ministrar com maestria a palestra do Bill Burke. Além de ter mostrado uma forte qualidade técnica, Jim soube cativar o público com algumas pitadas de humor, sendo ovacionado diversas vezes nas suas palestras.

Em sua palestra sobre SOA, Jim apresentou uma analogia de silos e pontes com sistemas interoperáveis, ou seja, do modo com que se construía sistemas em módulos sem possuir integração alguma (e que não seria uma simples ponte que faria com que dois ou mais sistemas se comunicassem entre si de uma forma concisa), do grande hype sobre o mundo SOA e a forma que as empresas vendem seus produtos baseados nessa tecnologia. No mundo SOA, entenda ESB como um hub que recebe/envia mensagens de diversos sistemas distintos. Para Jim, ESB representa um barramento mágico que ofusca o que faríamos quando fossemos integrar sistemas diferentes em uma corporação, abstraindo do desenvolvedor essa tarefa, porém fazendo a mesma coisa que faziam no passado: incluindo pontes entre silos (você conseguiria imaginar isso?). Seria Same Old Arquitecture uma buzzword ou realmente SOA é algo diferente e novo?

Em sua segunda palestra, Jim abordou REST webservices e enfatizou (assim como Felipe Sabella – vulgo lipe – na palestra sobre VRaptor 3) a importância de ser eficaz na web. Explicou também a importância da web e que infelizmente a maioria das empresas/pessoas não sabem aproveitar o que a tecnologia que envolve o protocolo HTTP oferece. No blog do Bruno Pereira você verá muita coisa sobre REST.

Hibernate foi um dos assuntos mais comentados no evento, com dicas de boas práticas e alguns exemplos de lazy loading (EXTRA mode), batch, stateless session, cluster, load balance, n+1 selects e outros. Algumas apresentações tiveram exemplos práticos, como na apresentação sobre o JBoss Seam e Web beans, onde o cenário da compra de pães foi mostrado. Na verdade, a idéia por trás desse cenário era para exemplificar e mostrar a Java Contexts and Dependency Injection (JSR-299), onde a pessoa receberia o pão como recurso (injetado), e não ter que se deslocar para obter o pão. O cenário full stack do JBoss Seam é um chamativo para desenvolvedores que estão em busca de features out of box, como: segurança, integração com relatórios, frameworks MVC, mensageria, AJAX, dentre outros. Já o que mais me chamou atenção na palestra sobre VRaptor 3 foi a list-roadmap dos desenvolvedores e o fato de que eles inserem as necessidades que irão trazer praticidade para o dia-a-dia deles em atividades de desenvolvimento de software. Estou utilizando a versão 2.x do VRaptor em um projeto open source e estou gostando bastante, principalmente pela simplicidade e por não ser intrusivo. O VRaptor possui integração com Spring, Hibernate, freemarker, velocity e outros frameworks. Acredito que a palestra sobre arquitetura para aplicações java de médio porte poderia ter relacionado outros tipos de funcionalidades arquiteturais, como segurança, mensageria, integrações, front-ends, etc.

img_livro

Uma das principais novidades do evento foi o anúncio do lançamento do livro Arquitetura Java, previsto para o mês de novembro deste ano, com participação de alguns instrutores da Caelum e prefácio do Shoes. Todos os participantes do evento terão desconto na compra do livro. Outra novidade é a abertura de uma filial em Brasília e o lançamento do curso de Adobe Flex.

Para concluir, gostaria de parabenizar a Caelum pelo excelente evento e agradecer o apoio do Paulo Silveira.

Até o próximo!

Eventos em 2008: fizemos bem o feijão com arroz

Este ano foi marcante no quesito eventos tecnológicos no Brasil. Desde linguagens de programação à metodologias de desenvolvimento de software, esses eventos estiveram presentes na maioria dos estados brasileiros.

Em setembro ocorreu o mês de Java no Brasil, onde evangelistas Java da Sun Microsystems percorreram mais de 10 cidades participando de eventos em JUGs locais.

Este ano participei do JustJava 08 (também como palestrante) e do Jazoon. Entretanto, eu gostaria de ter participado de, no mínimo, mais três eventos nacionais. 🙂

Participei também de dois workshops: Uma visão prática da arquitetura java em 2008 (Paulo Silveira) e Workshop SOA de Tecnologias Opensource JBoss (Edgar Silva).

Abaixo, selecionei os principais eventos (nacionais e locais) que ocorreram em 2008.

Eventos nacionais

Eventos locais (CEJUG)

A comunidade Java do Ceará, no meu ponto de vista, está muito bem servida no quesito eventos e disseminação de informação. Este ano pisaram na terra da luz três palestrantes internacionais e cinco nacionais. Em fevereiro aconteceu o evento Café com Tapioca de Coco. Em julho, cinco participantes do Jazoon apresentaram o evento para a comunidade. Em agosto tivemos dois eventos: Café com Tapioca com o melhor do WebDays 2008 e Conversando sobre Java. Em setembro tivemos o Aniversário do CEJUG de 6 anos.

Este ano o CEJUG expandiu o território e foi até Juazeiro do Norte, Sobral e Iguatu. Ainda teremos mais dois eventos* e já atingimos a marca de 1400 participantes em eventos do CEJUG até este mês.

Tivemos 27 palestrantes abordando os mais variados temas sobre Java e afins: NetBeans, Spring, SunSpot, Frameworks AJAX, linguagens de scripting, EJB 3.0, JavaFX, SOA, SVN, open social, Domain Driven Design, JavaME, CruiseControl, TDD, open source, Glassfish e REST.

Palestrantes

Internacionais:

Nacionais:

Li em diversos blogs o sucesso do railssummit que ocorreu a poucos dias e aproveito o embalo para anunciar que acontecerá na próxima semana o evento Ceará on Rails, com participação de Fábio Akita.

Finalizo esse post parabenizando todos os  heróis que fizeram esses eventos acontecerem.

* Novembro e dezembro, respectivamente:

Ruby on Rails vs outras linguagens

Navegando no youtube achei uns vídeos hilários comparando o Ruby on Rails com outras linguagens. Coloquei apenas os vídeos sobre Ruby versus Java, .NET e PHP. No youtube você encontrará sobre outras linguagens. Vale a pena assistir. 🙂

Ruby on Rails vs Java

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=PQbuyKUaKFo&feature=related]

Ruby on Rails vs .NET

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=528BCJiRkks&feature=related]

Ruby on Rails vs PHP

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=n1NVfDlU6yQ&feature=related]