Category Archives: open source

Aprendendo Java com Fórmula 1

Quer aprender Java se divertindo? Aprenda com o F1 Mane, um projeto open source em Java que simula um gerenciador de corridas. O jogo foi criado pelo Paulo Sobreira e a idéia é que você gerencie um piloto de Fórmula 1, analisando a corrida (condições climáticas, traçados, combustível, pneus, etc) e escolhendo a melhor estratégia para a vitória.

O jogo é um Applet, multiusuário e usa tecnologias Java como Swing, Servlet, JavaServer Pages, Threads e Hibernate. Utiliza o padrão MVC (ainda faltam algumas refatorações na view), scroll no mapa do jogo, possibilidade de pilotar o carro e outras funções. O código está disponível para download no google code (read only). Se você deseja contribuir com o jogo, acesse a página do projeto e requisite o papel de developer.

Screenshots do jogo

CEJUG Tech Day

Nova logo do CEJUGO Grupo de Usuários Java do Ceará estará realizando no próximo dia 04 de dezembro o CEJUG Tech Day na Fanor.

Este ano, precisamente nos dias 8 e 9 de dezembro, a Sun Microsystems estará realizando a edição 2009-2010 do Sun Tech Days, em São Paulo. Provavelmente será o último STD realizado. Felizmente, teremos mais uma vez um palestrante internacional da Sun, graças ao Maurício Leal, que organizou mais uma caravana dos palestrantes da Sun no Brasil.

Simon Ritter já esteve em Fortaleza participando do Café com Tapioca de Coco em 2008 e este ano palestrará sobre o futuro da JDK 7. Guilherme Silveira também participará e falará sobre REST e RESTful. Julio Viegas falará sobre infraestrutura e ambientes em Java de alta demanda e por fim, Josênio Cândido falará sobre o CMS Vignette.

Folder de divulgação do CEJUG Tech Day 2009

Se você mora em Fortaleza não deixe de comparecer ao evento, a inscrição é gratuita com a adição de 2 quilos de alimentos não perecíveis que serão doados para instituições de caridade.

Como escolher um framework web no IV EJES

No dia 17 de outubro participei do IV EJES como palestrante, falando sobre como escolher o melhor framework web. Esse assunto é bastante complexo e requer uma análise bastante analítica, que espero fazer em forma de post em breve.

[slideshare id=2259115&doc=comoescolherframeworkweb-rafaelcarneiro-091017171600-phpapp02]

O evento foi sensacional, deu para conhecer muitas pessoas legais como o Makoto, Júnior, Gabriel, Vitor, André e vários outros. Fica um agradecimento especial ao Jeveaux, organizador do evento e JUG Leader do ESJUG, pela organização do evento e também pela hospitalidade. Foi uma excelente oportunidade também para reencontrar alguns amigos como o Paulo Silveira, Leonardo Hackin e a Loiane.

Vou palestrar no IV EJES

IV EJESRecebi o convite do Jeveaux, JUG Leader e fundador do ESJUG, para palestrar da 4ª edição do Encontro de Java do Espírito Santo. Aceitei o convite, irei palestrar com o tema JavaEE? Para onde você está indo? Conheça, compare e saiba escolher o melhor framework web e terei o maior prazer em participar desse evento. O ESJUG iniciou este ano a todo vapor com a criação do site, realizando eventos e aumentando a movimentação dos emails na lista de discussão. A programação está excelente, com temas do momento e palestrantes de peso, como Paulo Silveira, Jeveaux e a Loiane.

A escolha desse tema foi feita a partir de uma conversa com o Jeveaux sobre o mercado local de Vitória. Antes que alguém comece a jogar pedras: existe há alguns anos uma apresentação bastante famosa comparando alguns frameworks web Java, do Matt Raible. Na verdade, entrei em contato com o Matt comentando isso e ele respondeu que eu poderia até utilizar a apresentação dele, claro que colocando os devidos créditos. A apresentação que irei ministrar não será uma cópia da apresentação do Matt, apesar de haver muita semelhança. Irei abordar outros tópicos e também mostrar um exemplo de código durante a palestra.

Você que é de Vitória ou de cidades vizinhas: não deixe de comparecer ao evento!

Segredo do sucesso do Aniversário CEJUG 2009: colaboração

Colaboração é a palavra chave do sucesso da realização de mais um evento do CEJUG: Aniversário CEJUG 2009. Tivemos três semanas para organizar e realizar o evento, contando com o apoio incondicional do René Araújo, Paulo Jr., Thiago Sá, Francisco Barroso e Gregory Fontenele. Sem o apoio dessa tropa de elite nós (Silveira Neto e Hildeberto – coordenadores) não teríamos realizado esse evento totalmente gratuito.

dsc08227

René, Thiago, Gregory, Barroso e Paulo Jr.

Tivemos durante os dois períodos do dia um total de 300 pessoas que desfrutaram de muito conteúdo técnico, brindes e alegria. Fazia muito tempo que eu queria realizar um evento no Ceará que tivesse uma grade repleta de nomes conhecidos da comunidade Java e ágil do Brasil. Só que desta vez consegui realizar, tendo como braço direito (e não gostando da idéia de realizar um evento com poucos dias de organização) o Silveira. 🙂

dsc08034

Silveira Neto e sua agenda (ou seria uma bíblia?) na abertura do evento

Bruno Pereira abriu o evento com a palestra O caminho da produtividade para desenvolvedores web, onde falou do leque de opções e ferramentas para ter sucesso no desenvolvimento web. Logo após, Régis Melo comentou sobre as experiências da sua empresa no desenvolvimento de uma aplicação nas plataformas JEE e JME, rodando em diversas línguas e em vários países. Victor Oliveira apresentou a última palestra da manhã com o tema O mito dos times ágeis, falando um pouco da sua experiência liderando times utilizando Scrum.

Na parte da tarde os conterrâneos Tarso Bessa e Rafael Ponte (que palestraram na mesma semana no JustJava) falaram sobre Os 10 maus hábitos dos desenvolvedores JSF. Essa palestra dispensa comentários pois os palestrantes são, sem dúvida nenhuma, as principais referências de JSF no Ceará. Logo em seguida, Jeveaux falou com excelência sobre Lucene, Solr e Hibernate Search, mostrando conceitos e códigos dessas poderosas ferramentas que podem aumentar rapidamente a performance das aplicações. Logo após, Rodrigo Yoshima palestrou sobre O que matou o RUP pode matar o Agile. O mais interessante dessa palestra foi ver a cara de espanto dos participantes, pensando que ele iria anunciar a morte do agile. Para finalizar o evento com chave de ouro, Paulo Silveira esbanjou talento e fenótipo de palestrante profissional ministrando a palestra Desmistificando o TDD na prática, mostrando muito código ao vivo, com participação do público e do Rafael Ponte (que foi praticamente obrigado pelos participantes a comparecer no palco para programar).

A realização dessa grande festa só foi possível – além do apoio dos membros citados no primeiro parágrafo – através das empresas que sempre acreditam no CEJUG: FA7, Caelum, Concrete Solutions, USIX Technology e Sun Microsystems. Também tivem os apoio das empresas Oktiva, Sagarana Tech, Novatec e Java Magazine.

Membros da organização do evento entregando cestas de lembranças do Ceará para os palestrantes

Membros da organização do evento entregando cestas de lembranças do Ceará para os palestrantes

Participantes

Participantes

Confira as apresentações, fotos e vídeos na página do evento. Até o próximo!

Falando em Java 2009: eu fui!

Este ano tive a oportunidade de participar da terceira edição do Falando em Java, um evento sobre a plataforma Java da Caelum que ocorre anualmente. Conheci alguns amigos gujeiros, twitteiros e também da própria empresa.

A presença do Jim Webber da Thoughtworks foi fundamental, visto que Bill Burke não pôde comparecer ao evento (devido a problemas com visto). Para a sorte do evento, além de ministrar a palestra Guerrilha SOA, Jim também possuía um know-how bem forte sobre Web services (veja o livro de sua autoria sobre o assunto) e pôde ministrar com maestria a palestra do Bill Burke. Além de ter mostrado uma forte qualidade técnica, Jim soube cativar o público com algumas pitadas de humor, sendo ovacionado diversas vezes nas suas palestras.

Em sua palestra sobre SOA, Jim apresentou uma analogia de silos e pontes com sistemas interoperáveis, ou seja, do modo com que se construía sistemas em módulos sem possuir integração alguma (e que não seria uma simples ponte que faria com que dois ou mais sistemas se comunicassem entre si de uma forma concisa), do grande hype sobre o mundo SOA e a forma que as empresas vendem seus produtos baseados nessa tecnologia. No mundo SOA, entenda ESB como um hub que recebe/envia mensagens de diversos sistemas distintos. Para Jim, ESB representa um barramento mágico que ofusca o que faríamos quando fossemos integrar sistemas diferentes em uma corporação, abstraindo do desenvolvedor essa tarefa, porém fazendo a mesma coisa que faziam no passado: incluindo pontes entre silos (você conseguiria imaginar isso?). Seria Same Old Arquitecture uma buzzword ou realmente SOA é algo diferente e novo?

Em sua segunda palestra, Jim abordou REST webservices e enfatizou (assim como Felipe Sabella – vulgo lipe – na palestra sobre VRaptor 3) a importância de ser eficaz na web. Explicou também a importância da web e que infelizmente a maioria das empresas/pessoas não sabem aproveitar o que a tecnologia que envolve o protocolo HTTP oferece. No blog do Bruno Pereira você verá muita coisa sobre REST.

Hibernate foi um dos assuntos mais comentados no evento, com dicas de boas práticas e alguns exemplos de lazy loading (EXTRA mode), batch, stateless session, cluster, load balance, n+1 selects e outros. Algumas apresentações tiveram exemplos práticos, como na apresentação sobre o JBoss Seam e Web beans, onde o cenário da compra de pães foi mostrado. Na verdade, a idéia por trás desse cenário era para exemplificar e mostrar a Java Contexts and Dependency Injection (JSR-299), onde a pessoa receberia o pão como recurso (injetado), e não ter que se deslocar para obter o pão. O cenário full stack do JBoss Seam é um chamativo para desenvolvedores que estão em busca de features out of box, como: segurança, integração com relatórios, frameworks MVC, mensageria, AJAX, dentre outros. Já o que mais me chamou atenção na palestra sobre VRaptor 3 foi a list-roadmap dos desenvolvedores e o fato de que eles inserem as necessidades que irão trazer praticidade para o dia-a-dia deles em atividades de desenvolvimento de software. Estou utilizando a versão 2.x do VRaptor em um projeto open source e estou gostando bastante, principalmente pela simplicidade e por não ser intrusivo. O VRaptor possui integração com Spring, Hibernate, freemarker, velocity e outros frameworks. Acredito que a palestra sobre arquitetura para aplicações java de médio porte poderia ter relacionado outros tipos de funcionalidades arquiteturais, como segurança, mensageria, integrações, front-ends, etc.

img_livro

Uma das principais novidades do evento foi o anúncio do lançamento do livro Arquitetura Java, previsto para o mês de novembro deste ano, com participação de alguns instrutores da Caelum e prefácio do Shoes. Todos os participantes do evento terão desconto na compra do livro. Outra novidade é a abertura de uma filial em Brasília e o lançamento do curso de Adobe Flex.

Para concluir, gostaria de parabenizar a Caelum pelo excelente evento e agradecer o apoio do Paulo Silveira.

Até o próximo!

Falando em Java 2009: eu vou!

Falando em Java 2009

Falando em Java 2009

Este ano irei participar do Falando em Java 2009. Em sua terceira edição, a Caelum irá trazer como keynotes o Jim Webber da ThoughtWorks e Bill Burke, figurinha bastante conhecida na comunidade Java, da JBoss/Red Hat.

Será o segundo evento que irei participar em São Paulo, o último foi o Just Java 08. Estou bastante contente com a participação nesse evento, no qual irá reunir uma galera boa do GUJ, PortalJava, Caelum, javeiros e blogueiros conhecidos. Desde os tempos do Conexão Java e das antigas edições do Just Java que desejo participar de um evento que compareça toda essa turma em peso.

Sobre o evento, dispenso comentários. A Caelum é uma empresa que se firmou no cenário nacional como referência de treinamentos Java e que apoia fortemente a comunidade Java brasileira.

Vejo você por lá!

Café com Tapioca especial de Natal

Para finalizar este ano com chave de ouro, o Café com Tapioca de dezembro será especial. O Café com Tapioca especial de Natal terá dois mini-cursos: JavaME e Android in action e também o JBoss Day, com participação de Vando Batista (C.E.S.A.R) e João Paulo Viragine (redhat).
Vando trabalha com JavaME no C.E.S.A.R e irá ministrar os cursos na plataforma mobile (JavaME e Android). João Paulo trabalha na redhat, onde atua como arquiteto de soluções JBoss e irá ministrar três palestras sobre o JBoss: Visão Geral da Plataforma JBoss, JBoss Operations Network – Administração Efetiva de Ambientes JBoss Corporativos e Mais Velozes e Mais Furiosos: Desenvolvimento Web 2.0 E JEE com JBoss Seam.

Acesse a página do evento para obter mais informações e também para garantir a sua vaga nos mini-cursos (gratuitos). As palestras do JBoss Day também serão gratuitas e não é preciso confirmar presença. Aproveite!

O CEJUG realizou ao longo deste ano os eventos Café com Tapioca mensais, havendo até dois eventos por mês, como foi o caso do meses de agosto (1|2), outubro (1|2) e novembro (1|2).

Esperamos fazer repetir a retrospectiva de 2007 e criar outro vídeo com as realizações do grupo este ano e lançarmos para a comunidade Java do Brasil, que vem fazendo um maravilhoso trabalho de evangelização Java, com dezenas de eventos nacionais de altíssima qualidade.

Secomp 08 e CCT de novembro

Falando em eventos, na próxima quinta-feira (20/11)  irei ministrar mais uma palestra (felizmente) Apresentando o CEJUG e o poder do Java. A palestra ocorrerá na SECOMP, evento que ocorre na Faculdade Lourenço Filho e que já está na sua oitava edição.

Irá ocorrer também o CCT deste mês, com a presença do meu velho amigo Jeveaux, do PortalJava.

Palestras do CCT:

  • Testes de Software – Jeveaux
  • Desenvolvendo aplicações web no eclipse utilizando Tapestry 5 – Marcus Veloso

SOAndo no próximo sábado

soaworkshop.jpg

No próximo sábado irei participar do Workshop SOA de Tecnologias OpenSource da JBoss na FA7. O workshop será ministrado pelo Edgar Silva. Já assisti duas palestras ministradas pelo Edgar: uma sobre o Greenbox no Sun Tech Days de 2006 pelo CEJUG e outra de JavaServer Faces no III Natal Java Day, em novembro do ano passado.

O conteúdo do workshop está focado em ESB e acredito que será bastante proveitoso, sem falar na confraternização após o workshop. 🙂